domingo, 9 de novembro de 2014

Marina Tsvetáieva, para quem não conhece

Descobrir a escrita de Marina Tsvetáieva (1892-1941) foi uma das surpresas literárias mais importantes de minha vida. Todo o trágico que emana de sua escrita tocou-me intensamente. Ler Marina foi uma rica experiência de vida. Sua leitura me fortaleceu, me ensinou a viver de um modo mais completo. Conheci-a pela obra de Tzvetan Todorov - "Vivendo sob o Fogo" (Martins Editora Livraria Ltda, São Paulo, 2008). 

De Marina: 

"Entre o sexo e o cérebro, situados nas extremidades de nós mesmos, há o centro, a alma, onde tudo se cruza, se une e se funde e de onde tudo sai transfigurado e transfigurador."

"...não há mundo pequeno: o que há são olhos pequenos..."

"Escrevo para compreender - é tudo que posso dizer sobre meu ofício."

"O que importa para o poeta não é descobrir o lugar mais distante, remoto. Mas o mais verdadeiro". 

"Todos os meus "não quero" foram espirituais; não tive "não quero"  físicos - certamente por meu corpo ser extremamente democrático, ele se acostumou antes de mim... " 

"Minha única alegria é a poesia. Escrevo como se bebe - não vinho, mas água. E nessa hora sou feliz, segura de mim. "

"Oh, meu Deus! Como explicar que poeta - é antes de tudo uma ESTRUTURA DE ALMA!" 

3 comentários:

  1. Olá;

    Tenho uma maneira nada convencional de pensar é verdade e não me enquadro no que é politicamente correto. Não me prostituo ( apesar de sofrer muitas criticas e muitas pessoas acharem que o que eu faço é prostituição ), não mato e não vendo drogas. Então o que há de errado em pensar grande e escolher sempre o melhor? Ter uma mente milionária não é pecado e gostar das coisas boas pode ser considerado apenas bom gosto. Quero ser rica, quero ser grande, quero ter sucesso, para isso preciso aprender e lutar e este blog de uma forma ou de outra está me auxiliando. Meu blog é um pouco diferente dos normais, mas vou provar a todos que chegarei lá. Se quiser visitar e acompanhar http://comoencontrarumbompartido.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá;

    Tenho uma maneira nada convencional de pensar é verdade e não me enquadro no que é politicamente correto. Não me prostituo ( apesar de sofrer muitas criticas e muitas pessoas acharem que o que eu faço é prostituição ), não mato e não vendo drogas. Então o que há de errado em pensar grande e escolher sempre o melhor? Ter uma mente milionária não é pecado e gostar das coisas boas pode ser considerado apenas bom gosto. Quero ser rica, quero ser grande, quero ter sucesso, para isso preciso aprender e lutar e este blog de uma forma ou de outra está me auxiliando. Meu blog é um pouco diferente dos normais, mas vou provar a todos que chegarei lá. Se quiser visitar e acompanhar http://comoencontrarumbompartido.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir